terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Porto tentou mas não conseguiu


Porto 0 - 0 Zenit

Sabor amargo para os "portistas" no empate a zero frente ao Zenit. Em jogo a contar para o grupo G da Liga dos Campeões, o Porto tinha que ganhar para passar à próxima fase da competição, contudo o esforço da equipa e dos adeptos não foi suficiente para chegar ao golo.

Vítor Pereira tinha pedido um "ambiente quente" na véspera do jogo, tanto pela necessidade de ganhar como pelo último jogo contra os russos em que o internacional português Danny, decidiu festejar o golo de uma forma inédita. A massa associativa respondeu "presente" e apoiou a equipa em todos os momentos da partida. A equipa e Bruno Alves, que entrou na reta final. O técnico "portista" não fez alterações para esta partida.

A primeira oportunidade para inaugurar o marcador surgiu nos pés do internacional angolano Djalma, após passe de Moutinho, com Malafeev a defender. A partir daí os "dragões" controlaram o jogo e conseguiram algumas oportunidades. Todas negadas pelo guarda-redes do Zenit que a pouco e pouco ia-se tornando o melhor elemento russo.

Em resposta à pressão alta do Porto, Luciano Spalleti optou por uma defesa consistente e concentrada que nunca chegou a ceder. Na frente, Danny andava solto à procura de bola e sempre no limite do fora de jogo.

Na segunda parte o Porto acelerou na corrida contra o tempo e com a entrada de Kléber o ataque foi reforçado. James passou a estar nas costas do ponta-de-lança e Hulk passou para a sua posição natural. Alterações que tiveram resultado depois de um período de pressão por parte do Zenit que poderia ter ditado o fim da esperança para os "dragões".

O ânimo regressou primeiro por Hulk e depois por James, ambas as oportunidades evitadas pelo inevitável Malafeev. Se dúvidas existiam em relação às ambições das duas equipas, os 10 minutos finais foram esclarecedores. O Porto atacava mais com o coração do que com a cabeça enquanto o Zenit defendia com tudo, já com Bruno Alves em campo. As alterações de Vítor Pereira não tiveram resultado e o FC Porto foi incapaz de chegar ao golo.

Os "portistas" caiem assim para a Liga Europa e preparam-se para defender o estatuto de vencedores da prova, muito embora não fosse este o objetivo delineado para esta época.

Foi um bom jogo de futebol, disputado, rápido, com muitos remates portistas e uma equipa que veio defender o resultado que necessitava para passar pela primeira vez aos oitavos-de-final. Por este jogo o Porto até merecia passar, mas não se deve esquecer da fase inicial da competição em que a vontade de ganhar não foi tanta.

O FC Porto tem uma boa equipa mas as lacunas táticas de Vítor Pereira ainda são demasiado visíveis.

5 comentários:

  1. Foi uma pena, jogamos muito bem hoje. O mal foi feito com as duas derrotas fora e o empate em casa com o Apoel.

    ResponderExcluir
  2. Oh pah mas porquê "portistas"?? que eu saiba não precisa de ""... e lacunas tácticas do VP?? não compreendi essa, se há coisa que o homem sabe preparar bem a equipa é tacticamente, o mal está no resto. Ler o jogo, substituições, mão nos jogadores...

    ResponderExcluir
  3. Boas,

    Faltou-nos um danoninho, não gosto de vitorias morais, não contam para nada, mas realmente hoje tivemos atitude e determinação só faltou uma pontinha de sorte. Como disse o Vitor Pereira não foi neste jogo que perdemos a qualificação.

    Um abraço

    http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. O Porto ainda assim fez dos melhores jogos europeus esta epoca.Mas hoje não teve a estrelinha da sorte.

    Novo duelo semanal! Robinho ou Neymar? Vote já em contra-ataque1.blogspot.com

    Abraço

    ResponderExcluir

Podem comentar á vontade e cada um pode expressar a sua opinião, mas avisamos já que não aceitamos comentários a insultar/provocar adeptos de clubes X ou Z, contribuindo para o bom funcionamento da caixa de comentários e para debater opiniões sobre os assuntos dos posts.

Pedimos também aos "anónimos" que assinem o seu nome/nick no final dos seus comentários de modo a facilitar a comunicação entre os leitores e o pessoal do blog.

Obrigado pela compreensão.